domingo, 24 de dezembro de 2017

Teixeira-PB: Vereador faz balanço dos trabalhos em seu primeiro ano no Segundo Mandato, faz relato de como chegou ao Empresário que é hoje, entre outros assuntos. Veja os Vídeos

Vereador Assis Catanduba (PR)


O Vereador Francisco de Assis Ferreira Tavares – Assis Catanduba (PR), falou a nossa redação sobre vários assuntos de sua vida entre eles:

- Faz Balanço de seu primeiro ano como Vereador em seu segundo mandato;
- Envios de requerimentos importantes apresentados na Casa Inês Cordeiro de Araújo:

- Balanço de seu primeiro ano no segundo Mandato;
- Pretensões de concorrer a algum Cargo Público;
- Relação com os demais Pares da Câmara de Vereadores;
- Fala do Episódio Ardiles Reis/Dentista do PSF Água Azul;
- Repudia Nota publicada pela Secom-Prefeitura de Teixeira-PB;
- Faz avaliação de sua atuação na Edilidade teixeirense.

Veja os Vídeos.














segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Desterro-PB: Vereadores Cassados. Suplentes tomaram posse no sábado 01/12

A sessão de posse ocorreu as 17:00 horas, desta sexta-feira, 01 de Dezembro de 2017, na Câmara de Vereadores Casa Manoel de Almeida em Desterro PB. 

Após cassação de dois vereadores do PR pelos crimes de conduta antiética, quebra de decoro parlamentar e falsificação de documento público em 30 de Novembro, a câmara de vereadores da cidade através de seu Presidente Paulo Vamberto, resolveu dá posse aos Suplentes de Vereadores Gusmão de Almeida e Ermano Ferreira ambos também do PR. 

Em uma sessão bem curta, foi cantado o hino Nacional, feito o Juramento e em seguida pronunciamento dos empossados e dos vereadores presente a sessão. 

Entre os presentes estavam: Francisco de Assis, Paulo Vamberto, Vicente de Paula, Ermano Ferreira e Gusmão de Almeida, além dos vereadores participaram a ex-prefeita Rosângela, familiares dos empossados e muitos simpatizantes. 

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Desterro-PB: Poder Legislativo Julgou e Cassou dois vereadores em Sessão nesse dia 30/11.


Vereadores Napoleão e Tiago Cassados - (foto: Dário Cardoso)

Por Dário Cardoso
A Câmara de Vereadores "Casa Manoel de Almeida" do município de Desterro, localizado no Sertão do Estado da paraíba, cassou os mandatos de dois Vereadores. A Sessão aconteceu nesta quinta-feira, 30 de Novembro de 2017, o que leva a ser um fato inédito e histórico na política da Cidade
Os vereadores foram Tiago Simões e Napoleão de Almeida (foto acima). ambos do PR, foram julgados e cassados, pela conduta antiética, por falsificação de documento público e por quebra de decoro parlamentar. 

Foto: Dário Cardoso
O julgamento ocorreu durante todo o dia desta quinta-feira, pela manhã onde, foi lido todo o Processo em desfavor de Tiago Simões, no qual consta os crimes de Quebra de Decoro Parlamentar e Falsificação de Documento Publico. 



Em seguida foi dado duas horas para que o Vereador pudesse fazer sua defesa, que poderia ser feita por ele ou pelo seu advogado, mas o mesmo decidiu por falar por si e usou cerca de 15 minutos do seu tempo, aproveitando para questionar a legalidade do processo, além de questionar que todos sabiam qual era o resultado daquela votação. 

Apresentada a defesa de Tiago, o processo foi posto em votação secreta pelo afastamento ou não do então vereador, e, por 6 votos a favor e 2 abstenções  o vereador Tiago teve seu mandato cassado.

O decreto oficial da Presidência junto com a ATA foi lido e assinados pelos vereadores presentes.

Após pausa para o almoço, por volta das  3:00hs da tarde, os trabalhos são retomados e desta vez, o processo foi em desfavor do Vereador Napoleão de Almeida – PR.
Na sequência, foi lido todo o processo, no qual consta os crimes de Quebra de Decoro Parlamentar e Falsificação de Documento Publico. Também foi dado o tempo legal de duas horas para o vereador fazer sua defesa ou seu advogado, porém, Napoleão decidiu por não fazer defesa.
Vamberto Leite - Presidente (foto: Dario Cardoso)

Seguindo os trâmites legais da Sessão de julgamento, de acordo com Regimento interno da Casa Manoel de Almeida, o Presidente da Câmara Paulo Vamberto Leite (PSB) (foto) colocou o processo em votação e mais uma vez, secreta, onde pedia pelo afastamento ou não do então vereador que teve o resultado de 6 votos a favor e 3 abstenções, o que ocasionou o Vereador Napoleão também a ter seu mandato cassado.  



Participaram da Sessão de Julgamento os vereadores: 
Tiago Simões – PR e Napoleão de Almeida - PR (réus) sem direito de voto.  
Odilon Simões - PR, Núbia Rejane - PHS,  Francimar Batista - PSB, Francisco de Assis - PSB, Vicente de Paula - PSB, Evilásio Gonçalo – PSB e Vamberto Leite (Presidente da Câmara) - PSB. 

Suplente Gusmão convidado

Também participaram da Sessão os Suplentes de Vereadores: 
Gusmão Almeida - 1º Suplente – PR, 
Ermano Ferreira - 2º Suplente do PR. 
Jose Adriano – PP 3º Suplente foi convocado para participar da sessão pela manhã, mas não pode participar para votar no julgamento do processo contra Tiago Simões tendo em vista do impedimento legal de Odilon Simões que é irmão do réu . 

Odilon ainda protocolou um oficio solicitando votar no julgamento, mas na hora de votar pela aceitação deste oficio a maioria se decidiu pela abstenção de votar, inclusive, o solicitante e a possibilidade foi descartada.

sábado, 25 de novembro de 2017

Cultura: Escritor Paraibano Efigênio Moura Lança mais uma obra Literária. Pedro Jeremias: Uma saga cangaceira.

Por Thadeu Filmagens




O Escritor caririzeiro da Paraíba, Efigênio Moura (Monteiro-PB) (foto), publica nesse começo de Dezembro, o primeiro livro  de uma trilogia ambientada no cangaço.


Pedro Jeremias conta a ficção de um cangaceiro que fez parte do bando de lampião e ao saber da morte do chefe, decide entregar as armas a Padre Cicero.

O novo livro de Efigênio Moura é vivido no ano de 1938 e começa no mesmo dia que Lampião foi morto na Grota de Angicos, no Sergipe.

O livro é uma cachoeira de datas e é preciso muita atenção para acompanhar a cronologia dos livros, pois, como é costume do autor, ele da vida a todos os personagens, contando suas estórias e fortalecendo suas personalidades. Por exemplo, através de um personagem ele revisita o primeiro campo de concentração do mundo, na seca de 1915 na capital do Ceará, Fortaleza. Efigênio também trouxe para Teixeira de 1928 um personagem de muita força e perseverança. Efigênio pesquisou junto ao historiador Juliano a Teixeira nossa daquela época e traz em riqueza de detalhes, nossa cidade do final da década de 20.

“Teixeira tem uma importância muito grande na história, tem que estar sendo lembrada o tempo todo. Dar vida a um personagem local é minha forma de homenagear o povo dessa cidade guerreira e querida.”, disse o autor por telefone a esse blog.

Estamos conversando para que o livro seja lançado ainda esse ano aqui na cidade.

Pedro Jeremias tem 433 páginas, foi impresso na Epgraf (Campina Grande) e inaugura o selo Edições Eita Gota! do autor.
Prefácio do professor paraense Geziel Moura e conta com o apoio da Portomar Engenharia, de João Pessoa e da Vodka Russov, de Natal-RN.

O livro terá o preço de R$ 60,00.

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Mesa Nº 2 1º Mote Teixeira pedra encantada, no sertão paraibano

Mesa Nº 2 2º Mote Não vai ter em quem votar, no dia da eleição

Mesa Nº 2 3º Mote Eu já escapei fedendo de muita coisa na vida

Mesa Nº 2 4º Mote Quero morrer antes dela, pra não morrer de saudade

Mesa Nº 2 5º Mote Pai pegava o cinturão, eu me borrava de medo

Mesa Nº 2 6º Mote PTeixeira muito obrigado, até a Mesa que vem